BLOG


em Energia Solar

#dias nublados #gerador solar #energia solar

Mesmo em dias nublados o gerador solar fotovoltaico gera energia, você sabia disso?

Isso é possível através da radiação difusa que ultrapassa as nuvens e chega até as placas solares. É claro que a potência de geração não será a mesma de um dia de sol intenso, mas sempre estará gerando energia.

Observe o exemplo, de uma instalação com 10 módulos solares fotovoltaicos de potência 325wp.

Observe que mesmo com chuva o sistema solar gerou cerca de 17% da sua capacidade máxima diária, onde podemos afirmar que houve radiação mesmo com chuva.

Radiação Solar ou insolação é a quantidade de energia solar que incide em uma superfície durante um certo período de tempo e é medido em Wh ou Kwh por metro quadrado (Wh/m² ou Kwh/m²). Como a energia é expressa como potência ao longo do tempo (P x t), a radiação solar é a irradiação ao longo de um determinado tempo.

A radiação solar global é composta pela radiação difusa, direta e a refletida. A radiação direta ideal, como o nome já diz,  é aquela que incide na superfície terrestre perpendicularmente, já a difusa ée aquela refratada ou refletida por componentes atmosféricos (nuvens, neblinas, etc).

No diagrama a seguir estão representados, de forma bastante simplificada, os principais processos de interação da radiação solar e da radiação térmica no sistema Atmosfera-Terra.

Além das condições atmosféricas (nebulosidade, umidade relativa do ar, etc), a disponibilidade da radiação solar depende da inclinação do eixo imaginário da terra e sua trajetória elíptica, da latitude local e do período do ano. Ao atravessar a atmosfera, a radiação solar sofre processos físicos de absorção e reflexão, e o mesmo fenômeno ocorre na superfície do planeta. As nuvens, os gases, as partículas atmosféricas refletem cerca de 25% e absorvem 25% da radiação incidente. Os outros 50% chegam na superfície terrestre sendo 45% absorvido e uma pequena porção, 5%, refletida, de acordo com diagrama abaixo.